Mordomia-Mor da Casa Real – Foros e Ofícios (1758-1910)
28 Abril, 2016
Trancosanos. História e Genealogia (Séculos XVI-XVIII)
21 Maio, 2016
Show all

As Ordenanças e as Milícias em Portugal – Subsídios para o seu estudo


Nuno Borrego, Guarda-Mor, 2006, 1095 pp. Capa dura.

Categoria: .

Sinopse:

Resultado de uma pesquisa de vários anos, Nuno Borrego apresenta agora o levantamento da lista de Oficiais dos Corpos de Milícias/Auxiliares, Ordenanças e Voluntários Realistas, num total de cerca de 20.000 Oficiais, pertencentes às Capitanias-Mores e Regimentos de Portugal continental e Ilhas.

Enriquecido com um índice da diversa legislação produzida sobre as Ordenanças e as Milícias, incluindo uma súmula dessa legislação e, nalguns casos, pela sua importância, a transcrição integral da lei.

Trata-se seguramente do estudo mais exaustivo publicado sobre este assunto e abrange todo o País e milhares de famílias que durante vários séculos serviram nas Ordenanças e nas Milícias/Auxiliares.

A Obra é patrocinada pela Comissão Portuguesa de História Militar e inclui dois estudos relativos à história das Ordenanças e Milícias da autoria do Dr. Manuel Amaral, investigador de reconhecidos méritos em História Militar.

Este primeiro volume compreende o período de 1756 a 1833 dos corpos de Ordenanças e Milícias. O exaustivo levantamento da lista de Oficiais dos Corpos de Milícias/Auxiliares, Ordenanças e Voluntários Realistas, pertencentes às Capitanias-Mores e Regimentos de Portugal, além da inegável importância para a história colectiva, permite a identificação individual de dezenas de milhares de portugueses que se entregaram ao serviço da defesa nacional, seus postos e períodos em que assumiram os cargos que lhes foram confiados. Numa primeira parte, apresenta-se a relação dos oficiais das Ordenanças naquele período, distribuídos geograficamente e, de seguida, apresentam-se os regimentos de Milícias, os Corpos de Voluntários Realistas, cronologia e sumário da legislação pertinente, documentos e, finalmente, um índice onomástico completo.

A informação compulsada para o período de 1640 a 1755 será apresentada num segundo volume, cujos elementos se encontram dispersos por vários núcleos documentais (Conselho de Guerra, Arquivo da Casa de Bragança, Chancelarias das Casas das Rainhas e do Infantado, etc.), sendo que cada nomeação será então acompanhada da respectiva cota documental. O segundo volume integrará cerca de 8.000 oficiais de ordenanças e 5.000 oficiais de terços de infantaria auxiliar (ordenanças).

Com grande qualidade gráfica, o volume de 1.100 páginas, das quais 32 são gravuras de Oficiais de Ordenanças e de Milícias, a cores, tem o formato 17×24, em papel couché semi-mate e é encadernado em capa dura.

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “As Ordenanças e as Milícias em Portugal – Subsídios para o seu estudo”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mostrar botões
Esconder botões